Sinopse

– Quantas noites dura este martírio?
A mulher já não sorri. Nem pestaneja.
– Não é um martírio. É uma escolha. Cada um suporta o peso da espera que deseja.
– Quantas noites?
– Quinhentas. Mas você não estará aqui para saber o fim desta estória.


"Ondjaki já nos habituou a uma escrita segura e elegante." Agripina Vieira

"O fio fino da literatura passa por aqui e move-se. O futuro começou." Ana Paula Tavares


Ondjaki nasceu em Luanda em 1977. Prosador. Às vezes poeta. Co-realizou um documentário sobre a cidade de Luanda (Oxalá Cresçam Pitangas – Histórias de Luanda).
É membro da União dos Escritores Angolanos. Está traduzido em francês, espanhol, italiano, alemão, inglês, sérvio, sueco e chinês. Prémio Literário Sagrada Esperança 2004 (Angola) e Prémio Literário António Paulouro 2004, com 'E Se Amanhã O Medo' (contos); Grande Prémio de Conto «Camilo Castelo Branco» C. M. de Vila Nova de Famalicão/APE 2007, com 'Os Da Minha Rua'; o Grinzane for Africa Prize – Young Writer 2008 (pelo conjunto da obra); Prémio FNLIJ Brasil 2010 e, também em 2010, o prémio JABUTI (Brasil), na categoria Juvenil, com 'AvóDezanove e o Segredo do Soviético' (romance); e o Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância, 2012, com A Bicicleta Que Tinha Bigodes. Em 2013, com Os Transparentes, ganhou o Prémio José Saramago.

Ler mais Ler menos

Detalhes

  • ISBN: 9789722126885
  • ISBN do Ebook: 9789722126892
  • Editora: CAMINHO
  • Ano de Edição / Impressão: 2014
  • Dimensões: 210 x 136 x 11 mm
  • Páginas: 144
O autor
Ondjaki nasceu em Luanda em 1977. Prosador.
Às vezes poeta. É membro da União dos Escritores Angolanos. Está traduzido em francês, espanhol, italiano, alemão, inglês, sérvio, swahili e polaco.
Prémio Literário Sagrada Esperança 2004 (Angola) e Prémio Literário António Paulouro 2004; Grande Prémio de Conto «Camilo Castelo Branco» C. M. de Vila Nova de Famalicão/APE 2007, com os da minha rua; o Grinzane for Africa Prize – Young Writer 2008 (pelo conjunto da obra); Prémio FNLIJ (Brasil 2010, 2013 e 2014); prémio JABUTI (Brasil 2010), na categoria Juvenil, com AvóDezanove e o segredo do soviético (romance); e o Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância, 2012, com a bicicleta que tinha bigodes. Em 2013, com os transparentes, ganhou o Prémio José Saramago.
Em 2023 foi-lhe atribuído pela Universidade de Évora, pelo conjunto da obra, o Prémio Vergílio Ferreira.
Ler mais Ler menos