Sinopse
Do Vietname ao Líbano, do Camboja à Eritreia, de El Salvador à Nicarágua, de Angola e Moçambique aos Balcãs e ao Iraque...

Depois de trinta anos a tirar fotografias em busca da imagem definitiva, do momento simultaneamente fugaz e eterno que explica tudo, o fotógrafo de guerra Andrés Faulques substitui a câmara pelos pincéis.
Não tendo conseguido tirar a foto capaz de transmitir o caos do Universo, agora, enquanto tenta compreendê-lo, começa a pintar um grande fresco circular no muro de uma torre de vigia no Mediterrâneo, onde vive sozinho, perturbado pela memória de uma mulher que nunca conseguiu esquecer e pela visita inesperada de um homem que o quer matar. O homem é uma sombra do seu passado, uma das inúmeras faces da guerra com que ele ganhou a vida. Mas o poder da imagem vai muito além da sua existência física e, à medida que o romance avança, a história do artista e do soldado emerge, entrelaçada com uma história de amor condenada e o progresso de uma pintura impregnada de História.

Deslumbrante e perturbador, O Pintor de Batalhas arrasta o leitor e subjuga-o, através da complexa geometria do caos do século XX: a arte, a ciência, a guerra, o amor, a lucidez e a solidariedade combinam-se no vasto mural de um mundo que agoniza.
Ler mais Ler menos

Detalhes

  • ISBN: 9789892347875
  • Editora: ASA
  • Ano de Edição / Impressão: 2020
  • Dimensões: 234 x 157 x 15 mm
  • Páginas: 232
O autor
Arturo Pérez-Reverte nasceu em Cartagena (Espanha), em 1951. Após uma longa carreira como jornalista, nomeadamente como repórter de guerra – nesta qualidade, cobriu os conflitos internacionais mais relevantes entre 1973 e 1994 -, dedicou-se exclusivamente à escrita.
É atualmente o autor espanhol mais lido no mundo, estando já traduzido em 40 idiomas.
É autor de uma extensa obra, com frequência adaptada ao cinema. Desde 2003 é membro da Real Academia Espanhola.
Ler mais Ler menos