Sinopse
Poucos anos depois da coroação de D. Sancho II, seu irmão mais velho, o jovem infante D. Afonso deixa Portugal, rumando a França, onde permanecerá quase vinte anos, sendo referido em várias histórias francesas como uma figura de extrema importância. Na sua comitiva, leva Pedro Ourigues, seu mestre de armas, e o filho deste, João Peres de Aboim, com quem virá a estreitar laços de amizade e de quem já não se separará até à morte.
A aprendizagem de ambos no íntimo contacto com o rei de França – Luís IX, mais tarde S. Luís – permitir-lhes-á compreender o sentido da governação com base na justiça e na paz e será muito útil quando D. Afonso regressar a Portugal para destronar o irmão, lutando pela modernização do País, a descentralização do poder, o aumento do nível de literacia e a redução do poder feudal.
É nessa altura que o seu mordomo-mor, João Peres de Aboim, tomará as rédeas das negociações com Castela, tornando-se uma personagem cada vez mais indispensável à Coroa, que não hesita em aumentar-lhe a riqueza e o poderio, oferecendo-lhe o senhorio de Portel. Apesar de ser um dos homens mais ricos da época, João Peres de Aboim nunca esquecerá a filha do pescador que o acolheu em França – e as suas memórias serão desfiadas na velhice, no castelo de Portel, obra que deixou para a posteridade.
Este é um romance que nos transporta para as transformações políticas, sociais e territoriais de um país que ainda se estava a definir, através da história do homem que foi a sombra do rei e zelou por ele e pelo reino de Portugal.
Ler mais Ler menos

Detalhes

  • ISBN: 9789896611132
  • Editora: OFICINA DO LIVRO
  • Ano de Edição / Impressão: 2021
  • Dimensões: 235 x 157 x 12 mm
  • Páginas: 256