Sinopse
«Hedayat é o pai da moderna literatura persa e um dos grandes autores do século XX, ombreando com Kafka, Sartre, Camus ou Hamsun. As suas obras são mergulhos profundos no subconsciente humano, ao mesmo tempo universais e definitivamente exóticas.» The Guardian Um dos grandes autores de culto do século XX, comparado a Kafka ou a Sartre. O Mocho Cego é um texto incategorizável. Uma novela poderosa que acompanha a imersão de um ser humano na loucura. Predominantemente trata-se de uma história de amor que envolve um trio: um rapaz, um homem mais velho e uma bela jovem. Esta história de amor desenrola-se através de visões e pesadelos que se impõem aos olhos do narrador e do leitor. Das profundezas do subconsciente vai-se construindo um ritual de destruição, à medida que se tece um sentido para as imagens e o leitor e o narrador fecham um puzzle de congruência. Entre o existencialismo e um surrealismo de clara influência psicológica, esta história está imbuída de um agudo e claustrofóbico sentido de pânico e alucinação infinitamente contemporâneos. No moderno Irão e no mundo islâmico, este pequeno romance encabeça várias listas de obras proibidas. Os discursos oficiais de reprovação atribuíram-lhe uma «maldição»: quem ler este livro suicida-se. «Mas os seus cativantes retratos da alienação transcendem a especificidade do contexto sociocultural: fazem-no de forma universal como os escritos de Hamsun ou de Kafka quando retratam a fragilidade da psique humana.» Houman Barekat, in Asynptote Journal «"O Mocho Cego" é um sonho de morte. Um livro violento de um erotismo selvagem no qual o tempo é um abismo cujo conteúdo é regorjitado num vómito mortífero. Um livro feito de ópio.» Mathias Énard, in Compass «"O Mocho Cego" oferece tudo menos respostas claras ao leitor e ao seu narrador; com efeito, é um daqueles raros livros que, relido, parece sempre imbuído de sentidos diversos dos da leitura anterior.» M.A.Orthofer, inThe complete Review «Dada a inutilidade da estratégia, repasso ao leitor a mensagem que me trouxe às páginas deste livro: abstenha-se, leitor, de ler este livro, de que forma for, abstenha-se. Considere-se avisado.» Porochista Khakpour, in The Rumpus «Como homem que nasceu numa vasta família distinta social e intelectualmente, tão moderno quanto modernista, um escritor dotado de um imenso domínio da língua e da cultura mais avançadas quer na Pérsia quer na Europa, senhor de uma psique que exigia os mais altos padrões de excelência moral e intelectual, Hedayat estava condenado a carregar ? como o fez ? uma tremenda cruz que poucos indivíduos suportariam com equanimidade, especialmente enquanto sofria os efeitos do choque entre o velho e o novo, do persa e do europeu, como experimentaram poucos iranianos. Viveu de forma infeliz e de forma infeliz morreu. Muito provavelmente foi esse o preço da literatura que legou à humanidade.» Homa Katouzian (University of Oxford), in Culture Trip «Compêndio dos devaneios febris, estranhos, surreais, obsessivos, introspectivos e compulsivos de um homem que se afunda na demência, uma obra-prima do escritor iraniano que era discípulo de Sartre e que integra a lista de Escritores Representativos da Humanidade da UNESCO.» Kirkus Reviews «A tensão entre a realidade e a ficção é parte integrante do enredo. O conflito entre o que existe e o que se imagina existir enforma os personagens e as suas relações. O desfecho tragicómico do enredo depende da forma como esta tensão é resolvida. Mas o absurdo que nos faz rir das ânsias aparentemente fúteis de um personagem podem tornar-se fonte de grande sofrimento quando praticadas na vida real.» Azar Nafisi, in The Guardian «Unanimemente reconhecida como a obra-prima de Hedayat, O Mocho Cego é a obra literária mais importante nascida no Irão no século XX. À superfície aparenta ser a história de um amor condenado, mas com o virar de cada página os factos vão-se obscurecendo e o leitor rapidamente se apercebe de que este livro é muito, muito mais do que isso. Apesar de ter sido comparado a obras de Kafka, Rilke ou Poe, esta obra desafia a categorização e
Ler mais Ler menos

Detalhes

  • ISBN: 9789898872951
  • Editora: E-PRIMATUR