Sinopse
A história de uma insónia e de uma paixão impossível: entre Franz e Sarah, entre Ocidente e Oriente.

A noite desce sobre Viena e sobre o apartamento onde Franz Ritter, musicólogo fascinado pelo Oriente, procura em vão o sono. Oscilando entre sonhos e recordações, melancolia e febre, nesta noite de insónia Franz revisita a sua vida, os seus entusiasmos, encontros e as numerosas estadias longe da Áustria – Istambul, Alepo, Damasco, Palmira, Teerão... –, mas questiona também o seu amor impossível pela exemplar e inalcançável Sarah, especialista da atração fatal que esse Grande Levante exerce sobre aventureiros, académicos, artistas e viajantes ocidentais.
Assim se dá a conhecer um mundo de exploradores das artes e da sua história, de orientalistas modernos animados pelo puro desejo de combinações e descobertas que a atualidade contemporânea vem esbofetear. E o eco trágico desse impulso febril quebrado ressoa na alma ferida das personagens da mesma forma que atravessa o livro.
Romance noturno, envolvente e musical, de erudição generosa e humor agridoce, Bússola é uma viagem e uma declaração de deslumbramento, uma busca do outro em nós e uma mão que se estende – como uma ponte erguida entre o Ocidente e o Oriente, entre ontem e amanhã, alicerçada num inventário amoroso de séculos de fascínio, de influências e de vestígios sensíveis e persistentes, que tenta mitigar os fogos do presente.
Ler mais Ler menos

Detalhes

  • ISBN: 9789722060851
  • Editora: DOM QUIXOTE
  • Ano de Edição / Impressão: 2016
  • Dimensões: 235 x 156 x 27 mm
  • Páginas: 416

PROMOÇÕES ATIVAS

Black Friday - 30% desconto
O autor
Mathias Énard nasceu em 1972, estudou persa e árabe, e viveu largos períodos no Médio Oriente.
É professor de árabe na Universidade de Barcelona, cidade onde vive. 
É autor vários romances e ganhou diversos prémios entre os quais Prémio dos Cinco Continentes da Francofonia em 2004 com o livro La perfection du tir, Prémios Décembre em 2008 e Livre Inter em 2009 com o livro Zona, Prémio Goncourt des Lycéens em 2010 e Prémio do Livro em Poitou-Charentes em 2011 com o livro Fala-lhes de Batalhas, de Reis e de Elefantes, Prémio A Lista Goncourt/ A Escolha do Oriente em 2012 com o livro Rue des Voleurs e Prémio Goncourt em 2015 com o livro Bússola.
Ler mais Ler menos