Sinopse
Seis assassinatos. Cem páginas. Milhões de combinações possíveis… Mas apenas uma está certa. Será que consegue solucionar o mistério?

Em 1934, o autor das palavras cruzadas crípticas do jornal inglês The Observer, Edward Powys Mathers (conhecido pelo pseudónimo Torquemada), publicou um romance que é, ao mesmo tempo, um mistério policial e o mais difícil puzzle literário escrito até hoje. As páginas foram impressas numa ordem completamente aleatória, sendo no entanto possível – através da lógica e de uma leitura inteligente – ordená-las corretamente, revelando assim as seis vítimas de assassinato e respetivos assassinos.
Até hoje, apenas três pessoas conseguiram resolver o mistério de A Mandíbula de Caim: será capaz de se juntar à elite mundial dos amantes de puzzles literários?
Aviso: este enigma é extremamente difícil e não é para as pessoas mais impressionáveis.

A Lua de Papel, seguindo uma tradição antiga criada pelo próprio Torquemada, vai oferecer um prémio ao primeiro leitor que resolver o mistério – informe-se nas páginas iniciais deste livro
Ler mais Ler menos

Detalhes

  • ISBN: 9789892355467
  • Editora: LUA DE PAPEL
  • Ano de Edição / Impressão: 2023
  • Dimensões: 235 x 156 x 15 mm
  • Páginas: 216

PROMOÇÕES ATIVAS

Novidades

BOOKTRAILER

O autor
Edward Powys Mathers (1892 –1939), que assinou o livro A Mandíbula de Caim sob o pseudónimo Torquemada, foi poeta, tradutor e um pioneiro na compilação de palavras cruzadas crípticas. Nascido em Londres, estudou no Trinity College e distinguiu-se pelas traduções de As Mil e Uma Noites e do poema Black Marigolds. Em 1924 introduziu em Inglaterra as palavras cruzadas crípticas no jornal The Observer. É autor dos livros Crosswords for Riper Years (1925) e The Torquemada Puzzle Book (1934), uma compilação de palavras cruzadas, quebra-cabeças e anagramas, cujas cem últimas páginas constituem o puzzle A Mandíbula de Caim. O livro viria a ser reeditado em 2019 por uma pequena editora britânica, a Unbound.
Ler mais Ler menos