Sinopse
Faussone, o protagonista desta «primeira obra» de Primo Levi, ou melhor, do seu primeiro romance fictício, é um trabalhador qualificado que deixa para trás a dura experiência da linha de montagem da Lancia para viajar pelo mundo a montar gruas, pontes suspensas, estruturas metálicas e instalações petrolíferas. O livro mais otimista e irónico de Primo Levi. Sobre ele, Bernard Levin, do The Times, escreveu: «Este não é um livro para jornalistas. Os funcionários públicos também se sentirão inquietos quando o lerem, e quanto aos advogados, nunca mais dormirão. Pois trata- se de um livro sobre um homem na sua qualidade de homo faber, de fabricante de coisas com as próprias mãos, e o que fizemos nós nas nossas vidas a não ser palavras?! Digo que é "sobre" o homem que faz; na verdade, é mais um hino de louvor do que uma descrição, e não só porque o herói do livro, que é um trabalhador, é, de facto, um herói - uma figura, na sua humanidade e simplicidade, digna de ser incluída no catálogo de gigantes míticos, ao lado de Hércules, Atlas, Gargântua e Orion. Ele é Faussone, um "armador".»
Ler mais Ler menos

Detalhes

  • ISBN: 9789899027695
  • Editora: LIVRARIA ALMEDINA
O autor
Primo Levi, um dos mais destacados escritores do pós-guerra, nasceu em Turim, em 1919, e suicidou-se em 1987. Licenciado em Química, participou na resistência contra a ocupação nazi e, na noite e 13 de dezembro de 1943, foi preso. Tendo confessado a sua ascendência judaica, é deportado para Auschwitz em fevereiro do ano seguinte. Aí permanecerá até finais de janeiro de 1945, quando o campo é finalmente libertado.
Narrou a sua experiência pessoal em vários livros premiados, entre os quais se destacam "Se Isto É Um Homem", "Se não agora, quando?", "A Trégua", "Os Que Sucumbem e os Que Se Salvam" e "O Sistema Periódico".
Ler mais Ler menos