Dona Flor e Seus Dois Maridos

Brinde
letras_leya
20
Letras

Dona Flor e Seus Dois Maridos

Uma insólita e divertida história de amor. Um dos mais  deliciosos e conhecidos romances de Jorge Amado.

Florípedes, mais conhecida por dona Flor, divide o seu tempo entre a direcção da conceituada Escola de Culinária Sabor e Arte, muito apreciada pelas senhoras da sociedade, e o seu casamento com Vadinho, irremediável boémio. A sua vida muda quando Vadinho morre num domingo de Carnaval, a dançar samba mascarado de baiana. Em sete anos de casamento, dona Flor sofrera com o comportamento desregrado de Vadinho, mas amava-o. Porém, vendo-se viúva aos trinta anos, com o desejo do corpo a incendiar-lhe o recato da alma, acaba por casar-se com o pacato e respeitável farmacêutico Teodoro Madureira, em tudo oposto ao seu defunto marido. Cerimonioso e equilibrado, Teodoro vive para a farmácia e para os ensaios de fagote. Flor é feliz, mas sente um vazio que não sabe definir. Certa noite, para seu espanto e desassossego, dona Flor encontra Vadinho nu, deitado na cama, rindo e acenando-lhe – o seu primeiro marido tinha regressado do outro mundo para a atormentar, como sempre fizera em vida. A partir daí, o fantasma do malandro passa a viver com o casal, formando um singular triângulo amoroso. Dividida entre os seus dois maridos, dona Flor vai travar uma «espantosa batalha entre o espírito e a matéria».
Ler mais
Ano de Edição / Impressão / 2018
Número Páginas / 512

Dimensões / 235 x 33 x 158 mm
ISBN / 9789722064583
Editora / DOM QUIXOTE
Promoções Ativas: Oferta de portes CTT48