Sinopse
Com novos temas, problemas e geografias, este volume desenvolve algumas das reflexões que já se encontram em Os Passados do Presente: Internacionalismo, Imperialismo e a Construção das Sociedades Contemporâneas (Almedina, 2015). Acrescenta, naturalmente, novas preocupações num campo que se tem vindo a fortalecer de forma notável. Mobilizando uma textura histórica sólida e um suporte empírico rigoroso para as reflexões de natureza teórica, epistemológica e metodológica, o conjunto de textos que compõe. Os impérios do internacional visa repensar, de modo crítico mas sem nunca abdicar de questões de pormenor e de ordem mais acidental, as cronologias, narrativas e as tipologias convencionais utilizadas para compreender o século xx e alguns dos seus legados históricos mais notáveis. Em particular, este volume recupera conscienciosamente a natureza imperial da formação e do desenvolvimento de internacionalismos vários, bem como das dinâmicas internacionais e transnacionais dos contextos políticos, culturais e sociais em que o imperialismo se expandiu, reformou e desintegrou. Sem prescindir de uma noção deliberadamente alargada e elástica, não fechada em tipologias rígidas, tanto do internacional como do imperial, este livro vem dar deliberadamente mais espaço aos impérios coloniais e formais europeus sem, no entanto, deixar de se debruçar sobre formas imperiais pós-coloniais e as reverberações e legados de um ethos imperial num mundo onde o estado-nação é não só estabelecido como desiderato fundamental mas também como objecto de generalizada celebração.
Ler mais Ler menos

Detalhes

  • ISBN: 9789724085487
  • Editora: LIVRARIA ALMEDINA