Sinopse
Quando o amor é sinónimo de morte.

Souad tinha dezassete anos e estava apaixonada. Na sua aldeia da Cisjordânia, como em tantas outras, o amor antes do casamento era sinónimo de morte. Quando Souad ficou grávida, a sentença foi, pois, imediata. Um cunhado regou-a com gasolina e chegou-lhe fogo. Terrivelmente queimada, Souad sobreviveu por milagre. No hospital para onde a levaram, e onde se recusaram a tratá-la, a própria mãe tentou assassiná-la.
Hoje, muitos anos depois, Souad decide falar em nome das mulheres que, por motivos idênticos aos seus, ainda arriscam a vida. Para contar ao mundo a barbaridade desta prática, ela corre diariamente sérios perigos, uma vez que o “atentado” à honra da sua família é um “crime” que ainda não prescreveu.
Testemunho comovente e aterrador, Queimada Viva é também um grito de revolta, um apelo contra o silêncio que cobre o sofrimento e a morte de milhares de mulheres em todo o mundo.
Ler mais Ler menos

Detalhes

  • ISBN: 9789724136868
  • Editora: ASA
  • Ano de Edição / Impressão: 2004
  • Dimensões: 235 x 156 x 13 mm
  • Páginas: 192