Instruções para Voar - eBook

letras_leya
4
Letras

Instruções para Voar - eBook

No centro da acção de Instruções para Voar encontram-se Emil e Laura, dois desconhecidos que se cruzam num espaço de ninguém, defendendo cada um em face do outro a razão limite que os conduziu àquele lugar. Duas histórias de vida distintas, dois nómadas contemporâneos que se confrontam face ao mesmo destino, tendo permanentemente presente a figura maternal – elemento central no desenvolvimento da narrativa dramática.
Instruções para Voar é o mais recente texto de Lídia Jorge para teatro. Foi escrito a convite d’A Companhia de Teatro do Algarve (ACTA), no âmbito do Programa Pegada Cultural – Artes e Educação/Cultural Footprint Program. Encenado por Juni Dahr, actriz e encenadora da companhia norueguesa Visjoner Teater, e com cenografia de Jean-Guy Lecat, o espectáculo viria a contar com as interpretações dos actores Luís Vicente e Elisabete Martins, e a colaboração do coro dos alunos do Curso de Artes do Espectáculo da Escola Secundária Tomás Cabreira.
Ler mais
eBook
€ 3,99
Comprar

Ano de Edição / Impressão / 2016
Formato / EPUB
ISBN / 9789722059855
Editora / DOM QUIXOTE
Autor
JORGE, LÍDIA
Lídia Jorge estreou-se com a publicação de O Dia dos Prodígios em 1980, um dos livros mais emblemáticos da literatura portuguesa pós-revolução. Desde então tem publicado vários títulos nas áreas do romance, conto, ensaio e teatro.
Em 1988, A Costa dos Murmúrios abriu-lhe as portas para o reconhecimento internacional, tendo sido posteriormente adaptado ao cinema por Margarida Cardoso. Entre muitos outros, são de realçar títulos como O Vale da Paixão, O Vento Assobiando nas Gruas, Combateremos a Sombra ou Os Memoráveis, obra que tem sido considerada como uma poderosa metáfora da deriva portuguesa das últimas décadas.
Aos seus livros têm sido atribuídos os principais prémios nacionais, alguns deles pelo conjunto da obra, como o Prémio da Latinidade, o Grande Prémio da Sociedade Portuguesa de Autores - Millenium BCP, ou mais recentemente o Prémio Vergílio Ferreira de 2015. No estrangeiro, entre outros, Lídia Jorge venceu em 2006 a primeira edição do prestigiado prémio ALBATROS da Fundação Günter Grass e, em 2015, o Grande Prémio-Luso Espanhol de Cultura.