JEAN-LUC FROMENTAL

JEAN-LUC FROMENTAL multiplica-se em experiências no domínio dos livros e do audiovisual, quase sempre associado a ilustradores. Inicia-se no mundo da edição com Jean-Claude Lattès e torna-se, em 1980, crítico de BD no Matin de Paris. O seu primeiro romance, escrito em coautoria com François Landon, Le Système de l’Homme Mort, é publicado no ano seguinte. Criou e dirige desde 2003 a chancela Denoël Graphic dedicada à novela gráfica e à banda desenhada para adultos, onde publica, entre outros, Crumb, Posy Simmonds, Alison Bechdel, Antonio Altarriba, Marcelino Truong e Miles Hyman, com o qual, aliás, acaba de assinar Le Coup de Prague na coleção «Aire Libre», da Dupuis.
Ler mais Ler menos

JEAN-LUC FROMENTAL

Biografia

JEAN-LUC FROMENTAL multiplica-se em experiências no domínio dos livros e do audiovisual, quase sempre associado a ilustradores. Inicia-se no mundo da edição com Jean-Claude Lattès e torna-se, em 1980, crítico de BD no Matin de Paris. O seu primeiro romance, escrito em coautoria com François Landon, Le Système de l’Homme Mort, é publicado no ano seguinte. Criou e dirige desde 2003 a chancela Denoël Graphic dedicada à novela gráfica e à banda desenhada para adultos, onde publica, entre outros, Crumb, Posy Simmonds, Alison Bechdel, Antonio Altarriba, Marcelino Truong e Miles Hyman, com o qual, aliás, acaba de assinar Le Coup de Prague na coleção «Aire Libre», da Dupuis.
Ler mais Ler menos